Armázem da Morena » Saúde » Gelo em queimadura e correto

Gelo em queimadura e correto

A expressamente contraindicado a utilização de gelo em queimaduras, pois apesar da sensação de alivio, as temperaturas altas também provocam queimaduras, sendo assim o recomendável é fazer o resfriamento da pele, apenas com água corrente. Em casos mais graves chame imediatamente o socorro médico.

O resfriamento da lesão e medicamentos correntos já é necessário para o tratamento.

O ideal para queimaduras é resfriar o ferimento com água corrente

A aplicação direta do gelo em uma queimadura, pode piorar e causar mais danos ao ferimento, pois a alta temperatura composta no gelo também pode acarretar queimaduras. Sendo assim é caracterizado queimadura tanto por temperaturas altas como temperaturas baixas. Deste modo o ideal para queimaduras é resfriar o ferimento com água corrente, deixando cair água por aproximadamente cinco minutos no local, até que a dor se amenize, e assim retraindo o calor causado pela queimadura e logo em seguida procurar outros cuidados de acordo com a gravidade da queimadura. As queimaduras podem ser classificadas de três maneiras de acordo com a sua intensidade:

Queimaduras de primeiro grau:

→ Caracteriza-se por ser uma queimadura superficial, na primeira camada da pele onde apenas consiste uma vermelhidão na pele, onde pode causar uma dor intensa e desconfortável. (Normalmente causada por exposição ao sol)
→ Logo depois do ocorrido, coloque o local da lesão em água corrente para o resfriamento da pele;
→ Depois de resfriado e secado o local da lesão, use medicamentos a base de corticoide;
→ Nunca coloque gelo e nem recorra a medidas caseiras como pasta de dente, pimenta, clara de ovo, manteiga, óleo de cozinha;

Queimaduras de segundo grau:

→ É uma queimadura um pouco mais grave por causar uma profundidade maior de lesão na pele ocasionando bolhas com a presença de pus.;
→ Resfriar a queimadura apenas com água a até que a dor se amenize;
→ Nunca estourar as bolhas, descolar a pele ou usar medicamentos caseiros;
→ É necessário um acompanhamento medico para que o ferimento não se agrave e não ocasione cicatriz;
→ Se a lesão for nas mãos retire, anéis pulseiras ou qualquer acessório que estiver perto da lesão. Isso vale também nas ocasiões em que a queimadura estiver no corpo, remova roupa sapato ou qualquer coisa que abafe a lesão;

Queimaduras de terceiro grau:

→ É a mais profunda e mais grave de todas as queimaduras, atingindo todas as camadas da pele na região da queimadura e ocasionando ferimentos muito graves;
→ Neste caso resfrie apenas o local da lesão com panos úmidos e chame a emergência medica imediatamente;

Observações:

→ A gravidade dessas lesões também se caracteriza pelo tamanho ou proporção, no entanto se for algo pequeno requer menos cuidados, porem se for uma lesão que constitui em grande parte do corpo requer muitos cuidados e tratamentos médicos.

Em caso de queimaduras graves chame o imediatamente o socorro médico. Acompanhe logo abaixo alguns telefones que podem ser uteis para esse tipo de emergência:

  • Instituto de Queimados: 0800. 707.7575 – É uma medida de socorro que orienta o que o lesionado tem que fazer até que o socorro chegue ao hospital.
  • Bombeiros: 193 – Também orienta quais os primeiros recursos a serem feito, e imediatamente enviam uma unidade para o socorro.
  • Centro de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU): 192 – Não há a orientação pelo telefone, mais encaminha a vitima ao hospital o mais rápido possível.

Lembrando que as lesões menos graves podem ser tratadas com medicamentos a base de cortisona, logo após o resfriamento do ferimento. Porem é importante ressaltar que todas as lesões é importante um acompanhamento médico. Principalmente se as lesões se agravarem ou forem graves, sendo assim só devem ser tratadas com acompanhamento medico, e somente nessa circunstancia o paciente estará segurado, sem ter o problema de mais complicações, e assim obtendo uma recuperação mais breve possíveis.

Textos relacionados:

APNEIA DO SONO TRATAMENTO
TRATAMENTO CORRIMENTO VAGINAL
Dor no cóccix

Quer comentar ?